+ Centrho

Dr. Feitosa Responde

Dr. Feitosa responde
Tudo que você queria (ou deveria) saber sobre a sua vida e saúde.
Saiba mais sobre como prevenir ou tratar algumas das doenças mais importantes em nossa sociedade.
Perguntas mais frequentes:
O Coração
O coração dói?

Costumo dizer que: "Nos consultórios e nos Serviços de Emergência a Doença Coronariana é a causa mais comum de dor torácica". Em geral a pessoa sente uma pressão no peito, desencadeada com o esforço, durando poucos minutos, às vezes irradiando para o braço e melhorando com o repouso. Essa é a descrição clássica de Angina Pectoris. Logo, coração dói.

O que fazer nessa situação?

Nunca esqueça, que o coração é a maior causa de morbi-mortalidade. Logo, ao sentir sintomas que se localizam no tórax, converse com seu médico imediatamente ou, procure algum serviço de sua confiança para esclarecer as dúvidas. O conselho é: vá imediatamente ao Pronto Socorro ou Pronto Atendimento.

É comum essa situação no país?

 Essa é uma das situações mais comuns nos pronto-socorros do país. O mais grave é que a maioria dos pacientes com dor de origem cardíaca podem não apresentar alteração nos exames inicialmente. Estima-se que cerca de 50 a 60% dos pacientes com ANGINA, apresentam ECG normal fora das crises de dor. Logo a perícia médica do plantonista é fundamental.  

Como suspeitar de dor de origem cardíaca?

Não esqueça, essa é a queixa que mais leva os pacientes ao PS. Logo, ao sentir uma dor que começa do lado esquerdo do tórax, mais precisamente no meio do peito, tipo aperto (como se um peso estivesse sobre o peito) e espalhando-se para os braços em especial o esquerdo e exacerbada com o esforço e cessando quando o mesmo é interrompido, cuidado, você pode estar com ANGINA.  

No dia-a-dia, que situações podem alertar para dor cardíaca?

Dor que costuma surgir após as refeições, emoções fortes ou esforço; Dor que vem e vai embora espontaneamente; Dor que não aumenta de intensidade com os movimentos dos membros; Aumento da intensidade dos batimentos cardíacos;

Devo chamar o médico em casa ou ir ao PS?

Lembre-se que o tempo de atendimento é essencial no diagnóstico e tratamento. Logo vá imediatamente ao Pronto-socorro mais próximo de sua residência. Uma coisa é certa, antes de dizer que não é coração, é preciso descartar que não seja. E só o médico por meio da entrevista poderá julgar a conveniência ou não de exames complementares e, até internação hospitalar para observação médica.  

É frequente a Doença Coronariana?

Infelizmente, é a maior causa da mortalidade em todo o mundo ocidental. Existe um perfil típico para essa doença: homem, baixo, gordo abdominal, sedentário e calvo. Se tiver hipertensão, colesterol elevado, diabetes ou for fumante, suas chances de ser coronariano são maiores.   

E os tratamentos são eficazes?

Em primeiro lugar é preciso fazer o diagnóstico correto. Isto pode exigir certos tipos de exames especiais tipo: ECG, TE, cintilografia, ecocardiograma e até cateterismo cardíaco. Uma vez feito o diagnóstico,a etapa seguinte é enquadrar o paciente no chamado consenso, ou seja, qual a melhor forma de tratamento para o caso, que vai desde tratamento clínico, desobstrução arterial até revascularização miocárdica (ponte de safena).  

Feito a opção do tratamento, estou livre da doença?

Não. É preciso lembrar que existem fatores que determinam a mesma. É preciso levar uma vida regrada, com prática usual de atividade física, moderar na ingestão de Álcool, Gordura, assim como controlar o estresse cotidiano, controlar o peso, pressão arterial, hábito de fumar, controlar o colesterol, diabetes...  

O que ganho com este tratamento?  

Ganho longevidade de vida. Afinal de contas “VIVER VALE A PENA”

 

Copyright © Centrho Integrado de Saúde, 2009.
Todos os direito reservados.
Desenvolvido por MTODOS