+ Centrho

Dicas de Saúde

Dr. Feitosa responde
O Horário de Verão

O ritmo predominante no organismo humano é de cerca de 25 horas e, não é fácil de ser contido no dia de 24 horas. Acertá-lo implica em ganhar uma hora a cada dia ou suprimir funções vitais. O descanso semanal oferece a chance de por em dia a necessidade biológica atrasada.

 

Quando a semana recomeça, gera-se a “Síndrome da Segunda-feira”, devido ao reinício da compressão de 25 horas em 24 horas. O uso da luz elétrica, o barulho noturno e a concorrência de programas alternativos têm prolongado a vigília a noite.

 

Muitas pessoas, no fim-de-semana, partem para uma descontração prolongada a partir da sexta à noite. Esse atraso acaba virando “insônia de domingo à noite”, o que torna mais penoso levantar na segunda feira. Mas, a sociedade Neo-liberal vem exigindo mais disciplina e dedicação.

 

A Desadaptação ao ciclo vigília-sono manifesta-se nas grandes cidades do 1º mundo, pela insônia de 35% da população. Agravadas nas cidades brasileiras, a insônia parece dobrar, ligada a desorganização social: altos índices de atraso, de sonolência diurna, de irritação e depressão, baixos rendimentos nos trabalhos e na escola, maiores taxas de erro, de violência, de acidentes e de mortalidade no trabalho e no trânsito.

 

As principais causas são: a baixa qualidade de vida, resultante da falta de planejamento urbano (áreas residenciais mescladas com áreas comerciais e boêmias), o alto índice de demolição e construção civil, os veículos, equipamentos e eletrodomésticos barulhentos e indivíduos transgredindo a individualidade alheia. Junte-se ainda á vida estressada e competitiva a crise e as mudanças da economia neo-liberal.

 

Mas se os processos biológicos ou sociais dominarem entra-se no atraso e muita gente apresenta dificuldade de dormir, de levantar-se á hora certa ou de acompanhar o ritmo de vida. É muito mais simples ceder e prolongar o sono do que disciplinar o organismo para adiantar o ritmo biológico.

 

A maioria não consegue se enquadrar e pode até passar a desfruta da maior iluminação natural, apesar da hora avançada, arcando com as consequências. No próximo verão, começa tudo de novo, sendo perdido todo um semestre de vaivém. Assim, o melhor seria que o horário de verão fosse adotado por todo o ano, de forma a permitir que as pessoas se adaptassem definitivamente.

Copyright © Centrho Integrado de Saúde, 2009.
Todos os direito reservados.
Desenvolvido por MTODOS